Arquivo

Archive for abril \28\UTC 2013

Resolvendo o problema do Erro: O Itunes não pôde conectar com este iphone. Ocorreu um erro desconhecido (0xE8000012)

28 de abril de 2013 Deixe um comentário

Resolvendo problema de comunicação do Iphone com o Itunes 0xE800012

Iphone_bug

Erro: O Itunes não pôde conectar com este iphone. Ocorreu um erro desconhecido (0xE8000012)

Após pesquisar muito na internet, não achava nada sobre esse maldito erro que incapacitava a sincronia do Iphone com o Itunes e em consequência o backup dos meus Jogos, aplicativos mensagens, email… Tudo tinha que ser por solução alternativa (Leia-se Gambiarra) via ssh. Isso começou a me aborrecer. Então  cheguei a conclusão que ou eu resolvia de uma vez, ou perdia tudo tentando resolver. Consegui resolver sem perder nenhum bit de informação útil. Aeee.

Antes de mais nada, quero lembrar que eu fiz isso no MEU dispositivo sobre MINHA responsabilidade e não vi problema algum e analisando logs e debug, não identifiquei nenhum bug correlato. Então eu digo que é seguro fazer isso, mas o dispositivo é SEU e faça isso sobre SUA responsabilidade. Ou leve na assistência e pague +/- R$ 180,00. Enfim…

Toda vez que eu tentatava conectar meu iphone (4s) a algum iTunes, ele apresenta o erro abaixo

Erro_Sync_iphone_itunes

Erro_Sync_iphone_itunes

A Apple/iTunes trata este erro como ‘erro desconhecido’ o que simplesmente não nos ajuda em absolutamente nada. Apple, me contrate!

Depois de tentar tudo, pesquisar muito, resolvi fazer uma coisa: remover as keys do mesmo.

Para isso, utilizei o shell (Recomendo conhecimento de Shell like unix). Você pode fazer isso instalando o Openssh em seu dispositivo através do Cydia (Need jailbreak). Após instalar o openssh em seu celular, você pode acessar via sua rede wi-fi utilizando o programa PuTTy na porta 22 com SSH. Quando acessar entre com o login root e a senha alpine. Troque logo essa senha (use o comando ‘passwd root’ sem as aspas simples e dê enter). Os Hackers utilizam brechas de seguranças que muitas vezes são deixadas pelo usuário, que depois sai xingando o mundo…

Tem uma outra forma de remover estes arquivos através do programa gerenciador de diretórios e arquivos, que você instala em seu dispositivo e remove graficamente através do próprio dispositivo, bem mais simples.  Ou não, não sei, não fiz por lá e nem tentei.

Abra o PuTTy (clique aqui para baixar) e na opção “Host Name (or IP address)” insira seu endereço ip e clique em “Load”. Sua sessão será iniciada. Ele irá te pedir o Login, no caso será o usuário root, digite root e dê enter na tela preta, ele irá pedir sua senha, entre com alpine e dê enter. Se você não trocou sua senha aqui, aproveita e troca, caso contrário quando estiver em uma rede pública podem conseguir acesso ao teu dispositivo e teu apelido será Caroline Dieckmann.  (Quando você digitar a senha, é normal ela não aparecer enquanto você digita.)

PuTTY

PuTTY

Em seguida ele exibirá algo como o nome-do_celular: ~ root#:

Loggin_PuTTY

Loggin_PuTTY

Agora que você está conectado em seu dispositivo remotamente via ssh, vamos executar os comandos para solucionar o problema. Todos os comandos devem ser inseridos em letras minúsculas e somente nome de diretório e/ou arquivo quando iniciarem com letras maiúsculas, estas deverão ser escritas conforme o nome do arquivo (case sensitive).

Para ter certeza que iremos trabalhar no diretório correto, é bom acessar o caminho absoluto através do comando (os comandos abaixo em negrito, devem ser digitados no shell):

cd /var/root/Library

Agora que estamos no diretório correto, vamos fazer um backup do que vamos deletar, para caso dê alguma pane, fique fácil desfazer. Só Deus salva, o resto faz Backup.

cp -ar Lockdown Lockdown_ori

Após fazer o backup, é bom analisarmos as permissões para o caso de um disaster recovery. (Adoro essa frase, disaster recovery… Mas sempre que ouço a mesma já sei que vou amanhacer trabalhando =/   ).

ls –al

Permissao

Permissao

Agora com o backup feito, vamos fazer uma oração ao Pai nosso e remover os arquivos. =]

rm -rf Lockdown/*

Sugiro fortemente que você copie o comando acima. NÃO, eu disse NÃO, em hipótese alguma dê espaço entre o Lockdown e o /*. O shell irá entender da seguinte forma: “Bom o usuário tá mandando eu deletar o diretório Lockdown primeiramente e assim que eu terminar de deletar o diretório Lockdown eu posso fazer a festa e remover tudo deste dispositivo!”. O processo deste post é bem simples, mas lembre-se que você está logado como root (super usuário), o user que simplesmente pode tudo no sistema.

Remocao

Remocao

Após isso, reinicie seu dispositivo, quando ele iniciar novamente ele irá solicitar uma rede sem fio e irá fazer a ativação do seu celular, isso não deve demorar nem 4 minutos.  (Esses 3 minutos que passei foram de muita tensão aqui, mas é de boa.)

Após a ativação do seu celular junto à Apple, ele irá iniciar normalmente.

Agora conecte seu dispositivo no computador via USB. Pronto, o Itunes irá reconhecer seu celular normalmente. Aeeeee

Este processo é totalmente reversível, desde que se tenha um conhecimento em Shell like Unix. Se você for usuário de Linux, não terá grandes problemas para reverter o processo. Bom, qualquer coisa é só utilizar o comando abaixo e reinicie seu iPhone/iPod/iPad que tudo que a gente fez aqui foi revertido.

cd /var/root/Library/ ; rm -rf Lockdown ; cp -ar Lockdown_ori Lockdown

Acima na verdade são 3 comandos que serão processados tipo lote. Onde o primeiro acessa o diretório, o segundo remove a nova estrutura e o terceiro comando restaura o diretório Lockdown original com suas permissões originais.

Falows que agora eu vou fazer backup dos meus jogos aplicativos e msgs.

[]’s

Anúncios

Recuperar Windows 7 após bug da atualização KB2823342 sem ponto de restauração!

12 de abril de 2013 2 comentários
microsoft-bug

microsoft-bug

A Microsoft novamente nos apresentou uma dor de cabeça. Dessa vez foi uma atualização problemática chamada KB2823342, que faz com que alguns windows 32 Bits não inicializem mais apresentando tela azul da morte ou mesmo entrando em loop infinito através de reboots.

A solução é bem simples, uma delas é só iniciar o computador apertando a tecla F8 e selecionar a opção de reparar seu computador’ em seguida escolha seu idioma e teclado e selecione a opção restauração do sistema.  A partir deste ponto é só selecionar uma data e dar início ao procedimento. Este é um blog técnico, então entende-se que o leitor tenha conhecimento técnico para efetuar procedimentos mais simples.

Agora, caso não tenha nenhum ponto de restauração disponível, como foi meu caso, vamos para a parte boa da computação. Primeiro utilize um cd do WIN 7 e escolha a opção reparar computador, em seguida cancele o mesmo que ele lhe dará a opção de  prompt de comando.

No prompt de comando, verifique onde está sua partição com o sistema operacional, acesse a unidade e dê um dir, sei-lá, identifica ae.

Depois de identificada a unidade, rode esses comandos abaixo:

chkdsk C: /F  /R (Esse comando é só para fazer com mais estilo a jogada, pode ser pulado, não recomendo). Esse comando retornará um erro e lhe perguntará se deseja fazer o check no próximo boot, diga sim, S.

dism.exe /image:C:\ /cleanup-image /revertpendingactions

Troque o C pela sua unidade com o sistema operacional e pronto, aguarde enquanto ele faz algumas undo e reinicia o PC.

Quando ele reiniciar, ele vai fazer um check por conta do chkdsk e pronto, irá iniciar normalmente e não precisa desmarcar opção nenhuma de atualização.

Abcs